Quem precisa aprender técnicas de Oratória?

Cada vez mais profissionais e estudantes identificam a necessidade de investir na comunicação oral. Antigamente, somente apresentadores e locutores procuravam os cursos de aperfeiçoamento e, hoje, a realidade mudou. O Senac é uma das escolas que mais se atualiza diante das necessidades dos profissionais do mundo de amanhã. A metodologia do tradicional curso de Dicção, Desinibição e Oratória evoluiu , acompanhando a realidade de alunos de diferentes perfis e idades.
Empresários, candidatos políticos, profissionais gabaritados e iniciantes, doutores, mestres e graduandos, assim como estudantes do ensino médio que perceberam algum tipo de inibição ou falta de técnica procuram os cursos de Oratória. Ao desenvolver a arte de falar em público, eles buscam reconhecimento e querem saborear cada momento, da preparação aos aplausos. O resultado traduz-se em troca, solidariedade, força de vontade e uma satisfação indescritível.
O mercado exige a competência da comunicação. Em diferentes esferas, os candidatos mais comunicativos ganham as melhores oportunidades, enquanto dezenas de colegas tímidos e cheios de ideias acabam sendo comandados por não ter coragem de expor seus projetos. Se isso acontece com você, está na hora de mudar. Você precisa procurar um profissional paciencioso e capaz para ganhar coragem na hora certa.
No pódio
O sucesso não acontece por acaso, é o somatório de horas de treino. O escritor e palestrante Roberto Shinyashiki garante que são três os passos que levam à criação de uma palestra de impacto. O primeiro deles é o planejamento; o segundo é a preparação e o terceiro, o treino.
Não importa se o seu objetivo não é palestrar. Não há nada melhor do que ter a coragem de opinar em uma reunião ou seminário. Conversar com os clientes, passando a esperada imagem de confiança, pode ser um precioso objetivo.
O aprendizado depende da dedicação de cada um. Nem todos estão prontos para apresentar uma transformação de 100 por cento. O variável percentual está diretamente relacionado à maturidade e ao comprometimento. Há quem se misture a turmas de aprendizes por puro deleite. Há quem inaugure seus primeiros projetos escolares diante de uma turma.

O convívio e os exercícios, recheados de feedbacks, conduzem experientes e novatos ao doce deleite de seduzir com palavras, persuadir, encantar e elevar a autoestima.
0