Como enfrentar o medo de falar em público

O medo de falar em público geralmente tem origem em alguma situação de constrangimento vivida na infância. Muitas pessoas se perguntam como determinados colegas ou amigos conseguem defender ideias com tanta naturalidade e segurança. A resposta está na prática. Podem existir talentos que nasceram quase prontos para desabrochar, pelo estímulo da própria família, mas o treino é que vai desenvolver a eficiência e gerar o prazer falar diante de uma plateia.
Preciso registrar que esse medo não se perde, enfrenta-se. Até mesmo apresentadores, artistas e palestrantes muito experientes sentem aquele friozinho no estômago antes do programa entrar no ar ou da cortina de abrir. O importante é transmutar esse frio em satisfação nos primeiros minutos de fala. Percebendo que começou bem, a continuação segue o fluxo positivo da energia desenvolvida entre o orador e o público.
O investimento no aprendizado da comunicação oral é amplamente recompensador, porque, hoje, o mundo dos negócios e das profissões gira em torno de conhecimento, influência e persuasão. As pessoas mais comunicativas conquistam as melhores vagas de trabalho, executam seus projetos e conduzem a realidade com mais leveza, por conseguirem dizer o que sentem e o que querem. Enquanto isso, os tímidos - que podem ter projetos muito mais consistentes - acabam fazendo o que os outros querem, simplesmente porque não conseguem  manifestar suas ideias.
Em minhas aulas de Oratória, sempre enfatizo que os tímidos também podem. As pessoas de comunicação mais retraída desenvolvem as técnicas tão bem quanto as expansivas. Quando eles querem ou precisam muito aprender a falar em público, para apresentar uma monografia ou se preparar para uma candidatura política por exemplo, comumente mostram um consistente e preparado universo mental. O melhor estímulo para isso acontecer vem da autoestima.

Reunindo vontade, necessidade e técnica de preparo de um conteúdo, o orador ainda conta com o apoio de poderosos exercícios de respiração e de dicção. O resultado chega recheado de palmas, sensação de dever cumprido e puro prazer. Se você treinar, vai conseguir. 

0