FERNANDO DE NORONHA



Em junho, quando o frio estimular o aconchego, Bagé vai conhecer um lugar onde não há inverno: o arquipélago de Fernando de Noronha. A exposição de fotografias da jornalista e fotógrafa Stela Campos de Vasconcellos, vai mostrar, na Casa de Cultura Pedro Wayne, as belezas do Paraíso do Atlântico, inspirando os namorados no mês dedicado a eles.
A exposição de 12 fotografias coloridas objetiva proporcionar o intercâmbio do bioma da plana região da Campanha com as 21 ilhas, ilhotas e rochedos do ponto brasileiro mais próximo da África. Situado há 545 Km da costa do Nordeste brasileiro, o arquipélago pertence ao Estado de Pernambuco. Embora reconhecido, o lugar ainda precisa de votos para fazer parte das Sete Maravilhas do Mundo. "Os bajeenses também podem votar pela internet, no site www.votenoronha.com.br", lembra a fotógrafa.
Patrocinada pelas Farmácias Mistura da Terra, a exposição vai mostrar vistas aéreas e terrestres da natureza exuberante do arquipélago, onde fauna e flora são preservadas, os tons de azul do mar são intensos e o pôr de sol é sempre um espetáculo. O cartão postal dos morros Dois Irmãos, com suas piscinas naturais, e a praia do Sancho, eleita a mais bela do Brasil, estarão em evidência. Os bajeenses vão poder conferir ainda como é possível se aproximar dos tubarões na beira da praia no lugar onde a natureza ainda está equilibrada.
Embora conte com a abundância do oceano Atlântico, Fernando de Noronha tem um problema em comum com Bagé: a falta de água potável. A água consumida pelos 3.500 habitantes e turistas é dessalinizada.
DVD de fotos
Stela viajou de férias a Fernando de Noronha em fevereiro deste ano. Com dezenas de fotografias digitais, precisou de vários dias para selecionar as 12 ampliações da exposição. Complementando o material impresso em Porto Alegre e São Paulo, ela editou um DVD com fotografias de paisagens e passeios que não aparecem na exposição, incluindo fotografias submarinas, e pretende exibir na abertura do evento.
0